quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O QUE É O AMOR? ...

Amor não é apenas dizer EU TE AMO.
Amor é querer o bem de alguém, estar ao lado não apenas nos momentos felizes, mas também em difíceis. É tão fácil de sentir, mas tão difícil de esquecer. Esse sentimento que vem de repente, quando você percebe já toma conta do seu coração.
Amor é querer estar ao lado da pessoa amada e sempre querer fazê-la feliz,  trocar carinhos, gestos, beijos, prazeres, abraços, enfim...
...Amor é querer defeitos, mas relevá-los, pois o amor se alegra com o perdão e suporta todas as coisas. O amor tem em primeiro lugar as qualidades do sentimento maravilhoso e verdadeiro que é a amizade. É comunicar e não querer vencer discussões, para ver quem fala mais alto. É saber ouvir e respeitar pontos de vistas diferentes e não necessariamente ter que mudar os nossos. Pois, quando há amor as coisas são resolvidas com respeito e compreensão. Esse sentimento supera partes estéticas da pessoa. Ela nota sim aparência, mas dá valor primeiro na parte interior.
No amor verdadeiro há dificuldades. Quando se reconhece que nem tudo é um mar de rosas, mas seria realmente uma ilusão o sentimento que não tem dificuldade, mas não há nada que no amor as pessoas não possam superar. Pois não há orgulho, mas sim alegria de estar ao lado de quem se ama, mesmo em momentos ruins.
Pode até ser que há coisas piores ou melhores que o amor, mas não há nada parecido!.






domingo, 27 de junho de 2010

Não venha...

Não venha me falar de razão,
Não me cobre lógica,
Não me peça coerência,
Eu sou pura emoção.
Tenho razões e motivações próprias,
Sou movido por paixão,
Essa é minha religião e minha ciência.


Não meça meus sentimentos,
Nem tente compará-los a nada,
Deles sei eu,
Eu e meus fantasmas,
Eu e meus medos,
Eu e minha alma.
Sua incerteza me fere,
Mas não me mata.
Suas dúvidas me açoitam,
Mas não deixam cicatrizes.


Não me fale de nuvens,
Eu sou Sol e Lua,
Não conte as poças,
Eu sou mar,
Profundo, intenso, passional.
Não exija prazos e datas,
Eu sou eterno e atemporal.


Não imponha condições,
Eu sou absolutamente incondicional.
Não espere explicações,
Não as tenho, apenas aconteço,
Sem hora, local ou ordem.
Vivo em cada molécula,
Sou o todo e sou uno,
Você não me vê,
Mas me sente.


Estou tanto na sua solidão,
Quanto no meu sorriso.
Vive-se por mim,
Morre-se por mim,
Sobrevive-se sem mim.
Eu sou começo e fim,
E todo o meio.


Sou seu objetivo,
Sua razão que a razão
Ignora e desconhece.
Tenho milhões de definições,
Todas certas,
Todas imperfeitas,
Todas lógicas apenas
Em motivações pessoais,
Todas corretas,
Todas erradas.


Sou tudo,
Sem mim, tudo é nada.
Sou amanhecer,
Sou Fênix,
Renasço das cinzas,
Sei quando tenho que morrer,
Sei que sempre irei renascer.
Mudo protagonista,
Nunca a história.


Mudo de cenário,
Mas não de roteiro.
Sou música,
Ecôo, reverbero, sacudo.
Sou fogo,
Queimo, destruo, incinero.
Sou água,
Afogo, inundo, invado.
Sou tempo,
Sem medidas, sem marcações.
Sou clima,
Proporcional a minha fase.
Sou vento,
Arrasto, balanço, carrego.
Sou furacão,
Destruo, devasto, arraso.
Mas sou tijolo,
Construo, recomeço...
Sou cada estação,


No seu apogeu e glória.
Sou seu problema
E sua solução.
Sou seu veneno
E seu antídoto
Sou sua memória
E seu esquecimento.
Eu sou seu reino, seu altar
E seu trono.


Sou sua prisão,
Sou seu abandono e
Sou sua liberdade.
Sua luz,
Sua escuridão
E seu desejo de ambas,
Velo seu sono...
Poderia continuar me descrevendo
Mas já te dei uma idéia do que sou.
Muito prazer, tenho vários nomes,
Mas aqui, na sua terra,
Chamam-me de AMOR.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

My Luxury

eita amor que completa minha vida!
Hoje passei praticamente o dia todo pensando nele! É maravilhoso, estou completamente apaixonada.. de todos que passaram na minha vida ele está sendo totalmente diferente, sei que nenhum é igual, mas é diferente.. com ele me sinto completa, inteira!
Penso coisas, faço planos que com nenhum outro fiz.
Sei que não tem como comparar, mas ele eu comparo com todos e nenhum ganha dele.. sabe quando uma pessoa tem todas as coisas que você pediu pra Deus?!!! ele é assim, aquele que Deus desenhou pra mim. Somente eu e ele e nada mais importa, estou me entregando de corpo, alma, meu tudo nesse amor...
Sou louca por ele.



Acho que essa música diz tudo!


"Sendo único e inesquecível cada momento, que juntos viveremos e nos lembraremos pra sempre."

terça-feira, 15 de junho de 2010

Depressão

  Considerada um transtorno de humor, a depressão é uma doença psicossomática de natureza afetiva, que pode ter causa psíquica ou orgânica. Os inúmeros fatores ligados ao seu surgimento podem ser desencadeados diante de momentos de transição na vida da pessoa.
 De acordo com Márcia Rodrigues Sapata, psicóloga, especialista Junguiana, mestre em psicologia clínica pelo Núcleo de Psicossomática e Psicologia Hospitalar da PUC-SP, é muito importante esclarecer que não existe a depressão e sim os vários tipos de depressões. “Do ponto de vista psicológico, é preciso explicar que não são apenas os determinantes externos que instalam os quadros depressivos e sim a forma como o indivíduo os encara, sendo, portanto, ligados a sua estrutura psíquica e história pessoal”, afirma.


 A depressão pode estar ligada a um fator situacional estressor como perdas, traumas ou luto e, assim, ser entendida dentro de um contexto transitório ou apresentar-se como característica de base, marcante na personalidade da pessoa durante toda vida. “Entendido como uma alteração de julgamento e de valorização da realidade, o transtorno, em muitos casos, possui base genética. No entanto, a atuação da medicação psiquiátrica só será indicada em quadros moderados ou severos, quando todas as tentativas pessoais de superação fracassaram”, explica a especialista.
 Para ela, “é difícil um indivíduo sozinho perceber e compreender as dificuldades que o cercam. Por isso, é de extrema importância o acompanhamento médico para o diagnóstico”, aponta Márcia explicando que geralmente o transtorno está associado ao ganho ou perda de peso em curto espaço de tempo, aumento considerado das horas de sono ou insônia persistente, irritabilidade acentuada e desproporcional à situação, além de crises, descontroles nervosos e choros compulsivos.
 Na maioria das vezes a depressão é percebida pelas pessoas que convivem com o paciente. “Em geral, a pessoa não apresenta capacidade de escuta, nem energia pessoal para implementar as mudanças necessárias na vida. Por isso, na psicoterapia, o importante não é apenas identificar as causas do transtorno e, sim, compreender quais posicionamentos e direcionamentos diante da vida estão sendo negligenciados e apontados por meio dos sintomas”, ressalta a psicóloga.
 Segundo Márcia Rodrigues, a medicação psiquiátrica é aconselhável para diminuição prazo dos desconfortos físicos, manutenção dos ciclos de vigília e sono e estabilização neuro-química do organismo, em curto prazo. “É importante frisar que tratamentos isolados, especialmente, longo uso de antidepressivos sem o acompanhamento psicológico se mostram desfavoráveis. Por outro lado, em alguns casos, a psicoterapia isolada não consegue os resultados esperados em curto prazo”, observa. 
 Já nos quadros leves, a especialista afirma que “pequenas ações como a prática de atividades físicas, a participação em grupos e interação com a comunidade ou mesmo a manutenção da espiritualidade podem auxiliar no processo”.